Eleições 2018

Bancada de Rondônia em Brasília pode ser renovada em 80%

BRASILIA-O PMDB pode perder pelo menos um parlamentar, Lúcio Mosquini, nas próximas eleições. Marcos Rogério, do DEM, pode não se reeleger e Lindomar Garçom já pode ser considerado carta fora do baralho.

Partidos estão preocupados em eleger deputados federais, mas não estão encontrando nomes para as próximas eleições. O partido mais preocupado é o PMDB que tem dois deputados em Brasília, Marinha Raupp e Lúcio Mosquini. Em nível nacional o PMDB está desgastado e corre risco de perder muitos parlamentares. De Rondônia, apenas Marinha Raupp pode ser reeleita, pela sexta vez, mas, Lúcio Mosquini corre sério risco de perder o mandato.

O deputado federal Marcos Rogério que trocou o PDT pelo DEM, é outro que corre risco de não se reeleger. Não pela sua atuação que pode ser considerada ótima. Mas, devido ao partido em que se encontra, o DEM, não encontrar outros partidos para coligar em 2018, deverá caminhar só nas eleições proporcionais.

O parlamentar mais queimado, digamos assim, é Lindomar Garçom (PRB) famoso por suas aparições em nível nacional no momento da votação do impeachment de Dilma Rousseff. Ficou marcado como papagaio de pirata. A atuação dele na Câmara Federal é pífia.

Outro deputado que está pela bola 7 é Luiz Cláudio (Progressistas). Devido a pífia atuação dele, não encontrará espaço para reeleição. É do partido de Ivo Cassol.

Nilton Capixaba (PTB) também deverá se despedir de Brasília nas próximas eleições. O eleitor já está cansado dele.

Além de Marinha Raupp, podemos afirmar que apenas Mariana Carvalho (PSDB) e Expedito Netto (PSD) deverão ser reeleitos. Mariana cresceu muito, sendo eleita pelo Congresso em Foco a melhor deputada de Rondônia. Já Expedito Netto se notabilizou por votar contra Michel Temer.

Da Redação

Mais acessadas

To Top