RONDÔNIA

Confúcio e Daniel Pereira: que tiro foi esse?

PORTO VELHO- Historicamente, os vices acabam brigando no percurso com os titulares dos cargos, seja de prefeito, governador e até de presidente da República. Neste último, temos um exemplo recente. O então vice-presidente da República, Michel Temer liderou um levante legislativo contra a então presidenta Dilma Rousseff. Achamos que todos conhecem o enredo deste filme.

Em Rondônia, há históricos de vices que romperam com seus titulares no decorrer de um mandato. Caso clássico e recente, digamos assim, foi o da então vice-governadora Odaísa Fernandes, eleita em 2002 na chapa de Ivo Cassol. Nos primeiros meses de mandato Cassol mandou a vice-governadora voltar a fazer cafezinho na cozinha e reinou absoluto na sala de estar do Palácio Presidente Vargas.

Mas, há exemplos positivos e bem recentes do que é uma harmonia entre o vice e o titular do governo de Rondônia. O governador de Rondônia, Confúcio Moura (MDB) é um político de sorte. No primeiro mandato, eleito em 2010, veio de vice Airton Gurgacz (PDT) que passou os quatro anos numa boa. Airton seria eleito deputado estadual na eleição seguinte.

Em 2014, Confúcio optou por escolher outro companheiro para seguir a nova jornada. Chamou um sindicalista e professor, o ex-petista Daniel Pereira (PSB). Foi uma surpresa geral na época a escolha de Daniel Pereira. Geralmente sindicalista é um algoz de chefes de executivos. Tinha tudo para dar errado e não deu. Muito pelo contrário. Deu super certo.

Nos três anos e dois meses de mandato como vice-governador de Rondônia, Daniel Pereira mostrou-se hábil, competente e dinâmico. Não foi um vice decorativo. Foi atuante e determinante. Tanto que vai herdar no dia 5 de abril um dos melhores governos que Rondônia já teve. Confúcio Moura deixará o governo para disputar uma das duas vagas de senador da República, com favoritismo impressionante. E Rondônia vai ficar em boas mãos até a chegada de um novo governador. Quem sabe não seja o próprio Daniel Pereira. O vice assumirá com a mesma popularidade do titular. Podemos ter surpresas por aí.

Fonte: Mais RO Eleições 2018

 

 

 

Click to comment

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

Mais acessadas

To Top