Eleições 2018

EMERSON CASTRO, O MAIS LONGEVO CHEFE DA CASA CIVIL, PODERÁ SAIR CANDIDATO EM 2018

Emerson Castro: na disputa em 2018

PORTO VELHO- O Chefe da casa Civil do governo de Rondônia, Emerson Castro (PMDB) deverá sair candidato a algum cargo eletivo em 2018. Provavelmente a deputado federal. Atuando de maneira discreta, quase não aparece na mídia tradicional, mas presente nas redes sociais, e,  mesmo que  cargo lhe dê visibilidade, Castro preferiu atuar nos bastidores quando o assunto é articulação do governo.

“Eu optei pela discrição para conseguir fazer meu trabalho fluir. Do contrário teria dificuldades em aprovar nossas leis e dialogar com os poderes. Foi estratégico”, disse ele ao responder a pergunta sobre sua pouca aparição na mídia.

A dedicação dele, quase em tempo integral, ao governo, não lhe deu tempo para fazer marketing pessoal. Agora, como pretende postular uma vaga no Congresso Nacional, vai precisar percorrer todo o Estado e participar mais ativamente das ações do governo no interior.

Mesmo presente nas redes sociais, Castro vai precisar expandir sua presença em outras camadas sociais, dialogar com agricultores e empresários, com estudantes e profissionais liberais. Não deve abrir mão de nenhuma ferramenta, mesmo que ele tenha um professor, campeão em eleições e carisma, como o governador Confúcio Moura. Claro, para sair candidato ele vai ter que combinar antes com a esposa, filhos e até com o galo Xerém.

Em novembro deste ano Emerson Castro completará três anos como Chefe da casa Civil. É o mais longevo no cargo, cuja posição requer traquejo político e muita paciência.

Antes de assumir o segundo cargo mais importante do governo, em novembro de 2014, Emerson Castro foi vice-prefeito de Porto Velho (2008-2012)  e secretário estadual da Educação do governo Confúcio Moura. Bem antes, foi secretário de Esportes do município e vereador, No 16 de janeiro de 2013, foi nomeado secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico e Social, cargo que ocupou até setembro do mesmo ano, quando assumiu a secretaria de estado da Educação, cargo que ocuparia até o mês de novembro de 2014, data em que se desincompatibilizou da SEDUC para assumir a articulação política na Casa Civil do governo. Emerson é casado e pai de três filhos.

Mais acessadas

To Top