Eleições 2018

SENADORES SE ATACAM EM PRÉ-CAMPANHA PELO GOVERNO DE RONDÔNIA

PORTO VELHO- O jornal Diário da Amazônia, pertencente ao senador Acir Gurgacz (PDT-RO) cobrou a solução do assassinato da jovem Naiara Karine, morta em 2013, cujo objetivo seria provocar o senador Ivo Cassol (PP-RO).  Já na quarta-feira,(11), o senador retrucou, usando a tribuna do Senado, durante uma sessão plenária, para cobrar das autoridades a solução do brutal assassinato do senador Olavo Pires, ocorrido há 27 anos, no dia 16 de outubro de 1990.

A razão desta troca de acusações é a sucessão estadual de 2018. Ambos são candidatos ao governo de Rondônia.

 

Veja o vídeo:

O Caso Olavo Pires

No dia 16 de outubro de 1990, aos 52 anos, o senador Olavo Pires foi executado com 16 tiros, sendo 11 somente na cabeça, em frente de uma revendedora de máquinas pesadas, de que era dono, na região central de Porto Velho (RO). Ele disputava o segundo turno das eleições para o governo do estado e liderava as pesquisas de intenções de votos.

Entre os denunciados pelo Ministério Público na participação do assassinato já estavam presos João Ferreira Lima, o “João das Éguas”, em Minas Gerais; Carlos Leonor de Macedo, o “Perneta”, no Pará; Euro Bezerra do Carmo, o “Dunga”, e Lázaro Peris Botero, o “João Colombiano”, no Amazonas.

Louro era um dos cinco que estavam com a prisão preventiva decretada. Estavam foragidos na época, Roberval Luiz Magalhães, o “Polaco”; Braz Rocha Gonçalves, Ademir Santos, o “Nego Ademir” e José Carlos Cavalcante de Brito.

Fonte: Noticias190

Mais acessadas

To Top